saude   / Dúvida

Especialista responde: quem tem rinite alérgica deve redobrar os cuidados com o coronavírus?

Otorrinolaringologista explica os cuidados que pessoas com o problema precisam ter nesse período e também os sintomas que podem confundir com a infecção do COVID19

Manequim Publicado segunda 6 abril, 2020

Otorrinolaringologista explica os cuidados que pessoas com o problema precisam ter nesse período e também os sintomas que podem confundir com a infecção do COVID19
Qual é a diferença entre os sintomas da rinite e do coronavírus? - PxHere

Existem dúvidas sobre a relação entre rinite e o risco de contaminação pelo coronavírus. No entanto, de acordo com a otorrinolaringologista Milena Costa, apesar de algum dos sintomas serem parecidos, quem sofre com a rinite não está inserido no grupo de risco. “Ocorre que a rinite pode favorecer infecções das vias aéreas, mas nada está comprovado para o COVID-19”, diz.

A rinite é uma inflamação da mucosa do nariz que, por sua vez, pode favorecer uma possível infecção secundária. “Apesar da comprovação já existir para inúmeras infecções virais da via aérea superior, ainda não há nada mostrando que a rinite favorece o quadro de infecção do coronavírus", pontua a especialista.

CONFUSÃO ENTRE SINTOMAS DE RINITE E CORONAVÍRUS

Além disso, os sintomas da rinite alérgica e o coronavírus também são uma fonte de questionamentos por terem muitos aspectos em comum. “A pessoa com COVID-19 pode também apresentar sintomas como coriza, prurido (coceira) e espirros associados ou não a febre, tosse e falta de ar”, diz a otorrino.

Perda de olfato

Há relatos de perda de olfato em pacientes com o COVID19, o que também pode ocorrer com a rinite. No entanto, no caso do COVID19, a perda do olfato geralmente aparece como sintoma isolado, sem outros sintomas nasais associados. Nesses casos, recomenda-se o isolamento social por 14 dias.

De qualquer maneira, é importante que as pessoas com o diagnóstico da rinite alérgica continuem se cuidando para evitar crises frequentes e, para isso, a Dra. Milena dá algumas dicas:

  • Para os que têm rinite, continuar com os medicamentos que está acostumado;
  • Continuar com o tratamento que já faz;
  • Lavagem nasal diária com soro fisiológico.

A médica também orienta, em casos de suspeita de COVID-19, não tomar medicamentos que não tenha usado ou não esteja acostumado.


Sobre a Dra. Milena Costa

Médica otorrinolaringologista formada pela Faculdade de Medicina de Taubaté, com residência médica em Otorrinolaringologia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP e fellowship de pesquisa em Rinologia pela Stanford University, na Califórnia.

Último acesso: 30 May 2020 - 14:25:17 (1042487).