saude   / Facilitador

Chip da beleza! Implante hormonal evita gravidez, dores da cólica, inchaço e ajuda na endometriose

O chip da beleza promete deixar a vida das mulheres muito menos dolorida; entenda como

Manequim Publicado sexta 20 março, 2020

O chip da beleza promete deixar a vida das mulheres muito menos dolorida; entenda como
Chip da beleza é a nova aposta das famosas para eliminar dores frequentes das mulheres - Freepik

Já imaginou não ter mais nenhuma cólica, celulite, inchaço, TPM ou até mesmo stress crônico? Parece um sonho, não é mesmo? Mas ele pode se tornar realidade!

É que o novo queridinho de muitas famosas, o implante hormonal conhecido como "chip" da beleza promete tudo isso e muito mais! Não é à toa que ele está fazendo sucesso com personalidades, como: Deborah Secco, Viviane Araújo, Bruna Marquezine Adriane Galisteu.

O pacote chip da beleza, ou melhor dizendo, chip da saúde, vem cheio de benefícios, o que já é tentador, e os efeitos parecem “milagrosos”: acabar com a menstruação e os incômodos que vêm junto com ela, como cólicas, inchaço e TPM, e ainda aumentar a libido, tonificar os músculos e eliminar as celulites. 

EXPLICAÇÃO MÉDICA

Segundo a médica ginecologista Dra. Gisele Teodoro da Silva, o stress crônico, faz com que nossa suprarrenal fique produzindo cortisol constantemente e não de forma cíclica, como ocorre normalmente. Então, chega uma hora que essa glândula fica sobrecarregada e acaba por causar uma desarmonia hormonal no indivíduo.

Casos como esses podem ser diagnosticados através de exames laboratoriais (dosagens hormonais e outros), mas a boa notícia é que eles podem ser revertidos com o uso dos implantes, juntamente, é claro, com mudança do estilo de vida (que sempre é recomendada).

Sem o “chip”, a pessoa pode entrar numa bola de neve difícil de sair (não impossível) e, muitas vezes pode não ter ânimo para realizar as mudanças que precisa para sair desse círculo vicioso.

O QUE É?

O dispositivo é um implante hormonal desenvolvido originalmente para evitar a gravidez e os desconfortos do ciclo menstrual e, posteriormente, para o tratamento da endometriose. Mas todo burburinho começou quando as adeptas de algumas formulações notaram um bem-vindo efeito colateral: melhoras na silhueta.

Dependendo do hormônio (ou associações utilizadas), observa-se aumento da massa magra e ganhos na definição muscular. 

“O apelido que o implante recebeu, uma maneira de deixá-lo mais atraente, leva as pessoas a uma conclusão errada”, explica a especialista.

A depender da fórmula, o chip pode carregar uma ou mais substâncias, que trazem benefícios para os pacientes, desde a melhora da fadiga crônica provocada pelo excesso de trabalho e/ou stress crônico, ao auxílio no tratamento da menopausa e andropausa, com efeitos incríveis e comodidade posológica (troca a cada 6 meses a 1 ano). Daí o codinome “Chip da Saúde”.

Como qualquer “medicamento”, ele também necessita ser indicado por médico capacitado e possui suas contraindicações. 

COMO ELE É COLOCADO NA PELE?

O “chip”, na verdade, não é um chip.

É um tubinho fino de silicone ou material que não é absorvido pelo corpo, de tamanho variado (de até 4 cm).

Sua colocação é simples, com anestesia local e uma microincisão na região das nádegas ou no braço. Não demora mais que 20 minutos e é inserido no próprio consultório médico. 

QUANTO É?

Seu custo é variável! Tudo depende das substâncias que são utilizadas e das dosagens necessárias avaliadas pelo profissional.

É importante saber que tem validade de seis meses a um ano — depois, é preciso trocá-lo para manter os benefícios.


Dra Gisele Teodoro da Silva

CRM/RJ 5269696-0
Ginecologia, Estética Intima, Harmonização Facial, Corporal, Implantes Hormonais (chips), Modulação Hormonal e Definição Corporal com saúde.
Instagram @dragiseleteodorobr

Chip da beleza, ou chip da saúde, pode ajudar na endometriose

Último acesso: 09 Apr 2020 - 06:32:23 (1042429).