A top Candice Huffine conta como vê a mudança nos padrões da moda

Com seu manequim 46 e uma auto estima inabalável, a bela contou sobre sua rotina em um bate-papo exclusivo com MANEQUIM. Confira:

Manequim Digital Publicado quinta 19 fevereiro, 2015

Com seu manequim 46 e uma auto estima inabalável, a bela contou sobre sua rotina em um bate-papo exclusivo com MANEQUIM. Confira:
Candice - Divulgação

Sua presença no Calendário Pirelli é um sinal de mudança nos padrões de beleza das modelos?

Isso está mudando muito rápido, o tempo todo... É simbólico e  significa muito para o futuro. Mostra ao mundo que as mulheres podem ser bonitas, sexy e desejáveis sem importar o tamanho delas. E estou feliz por levar essa ideia em frente. De agora em diante isso será visto com muito mais frequência. Será o novo “normal”. Todas as mulheres são diferentes em forma e tamanho e isso é que é bonito nelas.

No seu trabalho, quão plus size você pode ser?

Não existem medidas ou tamanhos. Depende de como você se sente confortável e poderosa.  Quando você está feliz e se sente bem consigo mesma, acaba demonstrando mais segurança.

Você se prepara ou faz alguma dieta antes de fotografar?

Eu me preparo como todas as outras modelos. Na noite antes de fotografar para a Pirelli, por exemplo, corri na esteira. Mas não estava tentando mudar meu corpo para o ensaio. Ser saudável e tomar sucos verdes são minha nova “loucura”, mas nada que destoe das outras meninas.

Você faz dieta?

Não, não faço. Tenho hábitos alimentares saudáveis e tento me exercitar sempre que é possível. Mas como batata frita às vezes e comi massa na noite passada. Faço o que todo mundo faz! Minha dieta e estilo de vida são normais.

Como você define o seu estilo e quais roupas você usa para valorizar as suas curvas?

Não consigo definir meu estilo em poucas palavras porque essa é a real beleza na moda: você pode mudar sempre. Gosto de um dia ser supermeiga e no outro ser uma motoqueira. Essa é a grande diversão! Você tem que ressaltar o que mais gosta no seu corpo e construir seu estilo a partir daí, sem se preocupar com o que os outros dizem. Acho que esse é o ponto essencial: deixar de lado as regras da moda e fazer o que realmente é melhor para você.

Faz diferença se você é magra ou cheinha para definir o estilo?

Não, não importa. Todas nós podemos usar as mesmas coisas. Depende apenas de você se sentir bem e vestir o que fica melhor em você.

Último acesso: 30 May 2020 - 13:53:22 (1000133).