Calmante natural! Chá do talo do alface pode ajudar a reduzir a ansiedade

Por conta da lactucina, o alface acaba sendo um ansiolítico natural

Manequim Publicado quarta 25 março, 2020

Por conta da lactucina, o alface acaba sendo um ansiolítico natural
Conheça os benefícios do chá do miolo do alface - Christopher Furlong/Getty Image

O chá do talo do alface, quando ingerido na medida certa, pode ser um grande aliado durante o período de isolamento que estamos enfrentando.

Quer entender o motivo? É que a hortaliça tem grande quantidade de lactucina e lactupicrina na composição, e essas substâncias atuam como calmantes e relaxantes naturais.

Em uma das lives que a nutricionista e musa fitness Bella Falconi fez no Instagram durante essa quarentena, ela falou sobre alimentos que reduzem a ansiedade e comentou que o "chá do miolo do alface é ansiolítico, então ele diminui a ansiedade de forma natural, assim como o chá de camomila e o de erva-cidreira".

 

COMO PREPARAR?

Uma das receitas conhecidas para preparar esse sabor de chá é a seguinte:

Separe cerca de seis talos de alface e ferva uma xícara de água. Coloque os miolos da hortaliça em um recipiente, despeje a água, já borbulhando, diretamente neles e espere a infusão por uma média de cinco minutos.

Depois disso, pode mexer um pouco e beber! A ideia é tomar sem açúcar, para aproveitar só as propriedades dos talos. 

CONTROLE A QUANTIDADE

Para o portal Dicas de Mulher, a nutricionista Anna Carolina Diniz explicou que a lactucina é potente e induz ao sono. “Essa substância ajuda no relaxamento, diminuindo a ansiedade e induzindo o sono. Então, o ideal seria tomar uma xícara do chá 30 minutos antes de deitar se o que você procura é dormir. Se o que você procura é reduzir a ansiedade, tome cerca de três xícaras ao dia.”

Ela também ressaltou que o chá deve ser evitado por pessoas que já fazem uso de medicamentos para sono e ansiedade. O ideal é perguntar para um médico antes do consumo.

CHÁ DO TALO DO ALFACE AJUDA A EMAGRECER?

A especialista disse que a função principal não é o emagrecimento, “mas como ele é relaxante e sedativo, acaba provocando uma maior saciedade e, assim, a pessoa tende a comer menos e deixar de lado doces e biscoitos, que são alimentos típicos da ansiedade”.

Providencial para esse momento de quarentena, não é mesmo?

Último acesso: 04 Apr 2020 - 09:09:56 (1042441).